Crítica: A Espada da Maldição/大菩薩峠 [1966]

Em comemoração ao dia do samurai trago a primeira crítica de um filme de samurai aqui no Oriente Extremo. O filme em questão é The Sword of Doom/A Espada da Maldição, dirigido por Kihachi Okamoto (Samurai Assassino, 1965). Lançado em 1966 O filme é um jidaigeki (filme histórico) estrelado pelos grandes Tatsuya Nakadai (Harakiri) e Toshiro Mifune (Yojimbo).
A sinopse: “Japão, 1860. No crepúsculo de uma Era, acompanhamos a jornada sangrenta de um samurai amoral que mata sem compaixão ou escrúpulos, dedicando sua vida ao mal.”
Diferente de muitos chanbaras e jidaigekis que acompanham a jornada de um samurai  ao topo ou ronin questionador, ou o desenrolar de uma missão, temos uma história sombria e cruel sobre um impiedoso samurai chamado Ryunosuke (Tatsuya Nakadai) que mata sem hesitação. O personagem central do filme seria o vilão em uma obra comum mas Kihachi Okamoto nos mostra esse samurai amoral no centro da história nos fazendo acompanhar sua jornada sangrenta. O filme é baseado em uma novela em série lançada através de um jornal na década de 1910 e que segui por vários anos. Escrita por Kaizan Nakazato, a novela em série nunca teve uma resolução e da mesma forma A Espada do Maldição também não. Apesar do filme abranger apenas algumas partes do romance, o filme é encerrado de forma abrupta e parte dessa decisão foi feita pelo fato de o filme ter sido inicialmente planejado para ser a primeira parte de uma trilogia mas que nunca foi continuada. O final que pode ter irritado muitas pessoas em seu lançamento funciona muito bem do ponto de vista artístico. Criando um ‘clímax’ e um ‘anticlímax’ ao mesmo tempo. Façanha essa que nenhum outro filme que vi conseguiu!


O filme (que é em preto e branco) é maravilhoso de se ver, a batalha na floresta em torno da névoa, a batalha na neve onde Toshiro Mifune mata dezenas de inimigos na frente de Ryunosuke e a sequência final violenta no bordel nos entregam uma beleza estética típica dos filmes de samurai da década de 60.
Se após ver Harakiri (1962) ainda lhe resta alguma dúvida de que Tatsuya Nakadai é um ator incrível, A Espada do Maldição vai acabar com essa dúvida! Embora seu personagem aqui não seja tão complexo quanto no clássico de Masaki Kobayashi, sua performance entrega expressões frias. Apenas com os olhos, Nakadai consegue demonstrar sua personalidade maligna. Sem dúvida um ator muito versátil, basta ver sua atuação em Guerra e Humanidade para comparar.
Hiroshi Murai que trabalhou na fotografia de tantos outros filmes do gênero, como Samurai Assassino por exemplo, entrega aqui um de seus trabalhos mais marcantes em preto e branco. A bela versão restaurada, lançada aqui pela Versátil no Cinema Samurai Vol. 2 é impecável. O que valoriza, e muito, a apreciação do filme!

Pouco pode-se dizer de Toshiru Mifune no filme, ele está ótimo em cena, e apesar de seu personagem não acrescentar nada novo para ele (como ator), é sempre muito agradável vê-lo atuando, sem dúvida um dos grandes nomes do gênero!
A Espada do Maldição pode não ser a melhor porta de entrada para o gênero mas é sem dúvida um filme essencial para os amantes de filmes em geral!

Violência: 03/05

https://orienteextremoart.files.wordpress.com/2016/12/38f44-bloody_butcher.gif?w=676https://orienteextremoart.files.wordpress.com/2016/12/38f44-bloody_butcher.gif?w=676https://orienteextremoart.files.wordpress.com/2016/12/38f44-bloody_butcher.gif?w=676

Nota Final: 05/05
https://orienteextremoart.files.wordpress.com/2016/12/38f44-bloody_butcher.gif?w=676https://orienteextremoart.files.wordpress.com/2016/12/38f44-bloody_butcher.gif?w=676https://orienteextremoart.files.wordpress.com/2016/12/38f44-bloody_butcher.gif?w=676https://orienteextremoart.files.wordpress.com/2016/12/38f44-bloody_butcher.gif?w=676https://orienteextremoart.files.wordpress.com/2016/12/38f44-bloody_butcher.gif?w=676

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s